MINHA VIDA ENTRE TUBOS, BISNAGAS e POTES...

Ontem dei pela coisa!
Ao levantar uma das primeiras coisas que faço é escovar os dentes, e preciso da pasta que vem em bisnagas. Em seguida bisnaga do creme de barba. E para arrematar bisnaga do creme após barba. Não são todos os dias que uso, na careca e sobre o nariz, protetor solar, cujo creme, vem numa bisnaga de plástico. E casualmente estou passando um creminho contra uma assadura na virilha, que é embalado em bisnagas! Só aqui são cinco bisnagas usadas no banheiro.
No café da manhã tomo um iogourt que vem num potinho.
Vou para o atelier de pintura, e são dezenas de bisnagas, tubos e potes de tinta, e cola, que abro e fecho por dia!
A noite, não é raro tomar um vinho acompanhado de torradinhas com pasta de fígado, ou outras iguarias, que vem numa bisnaga!
E para finalizar a pasta dental antes de dormir!
Só me dei conta dessa rotina com os tubos e potes, ontem! E vivo com eles a tantos anos, sem nunca ter escrito nada em sua homenagem. Muita ingratidão. Como seria minha vida sem eles?
(Eduardo P.L. )

13 comentários:

Ju disse...

Na verdade passamos a vida sem nos darmos conta de certas situações. Não somente as bisnagas, mas deixamos de observar tudo ao nosso redor por causa da correria do dia-a-dia, da vida que levamos.
Como faço para escrever também um conto?
Adorei esse blog.

GUGA ALAYON disse...

Não é à toa que vc é o dono do "Varal de Bisnagas".
2 conselhos:
1-filtro solar TODO dia
2-levar bisnaga de pasta de dente para o atelier.Mas não confunda as bisnagas. ahahahaha
abç

Ju disse...

Achei o e-mail!

Anônimo disse...

Eduardo, formidável. Parecia que eu estava lhe vendo nessas ações todas tão rotineiras. E a sua crônica foi de fino humor. Gostei mesmo. Ganhei a minha manhã...
A propósito, Eduardo, tenho uma amiga em Santos que diariamente coloca meio copo de leite com um pouco de café para esquentar no micro-ondas por vinte segundos. Colocou e ficou esperando. Estranhou, porque nada daqueles apitos do micro "dizendo" que já tinha acabado o seu trabalho. Por vias das dúvidas abriu a portinha do micro. Não tinha nada lá dentro. Esquisito... Foi aí que se deu conta que tinha colocado o copo na geladeira...
Ah, rotina...
Valeu, Eduardo, um abraço, e bom dia para você. E muita inspiração aí com as suas bisnagas de tinta...
Adelino

Eduardo P.L. disse...

Ju,

Guga,

Adelino,

obrigado a TODOS.
Escrever é um hábito, como pintar, e caminhar. Basta sentar e pensar: o que vou contar hoje! E aí milhoes de histórias, manias e hábitos surgem como formidáveis matérias prima para um escritor. Pena que não sou...

Bjs e abraços

Maria Augusta disse...

Quem os inventou foi realmente um g�nio, como poder�amos viver sem eles? E no entanto continuariam a passar despercebidos se um dia voc� n�o tivesse tido essa id�ia de falar sobre eles neste conto.
Um bom dia para voc�.
Abra�os.

Eduardo P.L. disse...

Maria Augusta,

realmente é daquelas invenções definitivas!

Abçs e obrigado por TUDO!

sonia disse...

às vezes estou comendo uma fruta ou verdura e me lembro de agradecer a todos os que fizeram isso possivel. Porque não é só achar que podemos comprar o que comemos, mas refletir e agradecer às mãos que semearam, plantaram,colheram, e transportaram tudo o que nos serve de alimento. E peço que sejam abençoados de alguma forma.
No caso das bisnagas e potes, já pensou por quantos processos passaram antes de chegar até você?

Um abraço, adoro esses contos simples que dizem muito!

Eduardo P.L. disse...

Sonia,

primeiro obrigado pela visita e pelo comentário. este blog esta aberto para TODOS que tenham o que postar.
Quanto aos que trabalham, às vezes anos, como no caso das frutas que você citou, é uma verdadeira cadeia produtiva impensável. Do cultivo da semente à colheita do fruto, do seu transporte e sua comercialização, quantas vidas não estão envolvidas! Tem toda razão. Os tubos e bisnagas, por serem produtos industriais a coisa é mais simples porém sem deixar de ser complexa!

Obrigado e volte sempre!

valter ferraz disse...

Eduardo, tá aí: pinte umas bisnagas e potes. Fica quites com eles!
Abraço, chapa!

Eduardo P.L. disse...

Valter,

não é brincadeira, mas já pintei vários! São muito fotogênicos e coloridos!

Mas valeu!

Abraços

adelaide amorim disse...

Querido Eduardo, e tudo isso porque você é homem. Mas uma pintora mulher ganha de você fácil, em matéria de tubos, bisnagas e potes! Confere se não é verdade :)
Beijo.

Eduardo P.L. disse...

Adelaide,

sem nenhuma dúvida! Aí no caso de mulher a coisa vai para números estratosféricos, dependendo da vaidade!....

Obrigado pela visita!

Beijos

.

.
conte o seu : qcucaup@gmail.com