Começar

Camilla Ribeiro contou o dela, conte o seu!
Começar.
Geralmente tudo o que preciso é de um começo. O problema é começar! Como começar um texto?, Por exemplo. A dúvida parece silenciar a criatividade, o que o sensato consciente sabe que não é verdade, mas, mesmo assim, insiste em não levar uma simples mensagem ao cérebro, através de neurônios > Sinapses > Mensageiros Químicos, para que daí minha coordenação motora fique atenta a folha e ao lápis mais próximos.A lentidão do processo de pensar na primeira palavra do texto parece muito mais complicada quando se tem um assunto predefinido. "Posso começar com uma palavra de impacto." "Não sei..." "Um verbo?" "Um advérbio?" "Uhn... Nossa!" Parece tão complicado.Querendo dar ênfase a cada parágrafo até que se chegue a uma conclusão, perseguem as dúvidas de concordância. Então, um pensamento vem a calhar: "Viver de escrita? Nem pensar! Morreria de fome." E o texto empaca.Uma nova linha de raciocínio surge, e o grafite escorre folha adentro, tão belo! Tão mágico! Em pensar que a escrita possui pouco mais de seis mil anos, parece piada! Será?! Bom, deixemos as piadas aos piadistas e as dúvidas, tão questionadoras do ser, aos filósofos. Precisamos mesmo concluir este texto que já até parece ter perdido o meado da coisa, contudo, prossegue.E para quem só precisava de um começo, o meio tão repleto de informação já grita em exigência por um fim.Eu protesto! Eu discordo! Eu concordo! Teses e opiniões não faltam mais. E se vê que o que parecia tão complexo, cai na simplicidade que escorre pelos dedos. Escrever não é tão difícil, começar, seja lá o que for, é que ainda me perece distante de ser fácil!
Camilla Ribeiro.

9 comentários:

Camilla Ribeiro. disse...

É realmente gratificante saber que o 'Começar' foi publicado por aqui. Obrigada pela atenção e espero que seja apreciado!

Grande Abraço.
Camilla Ribeiro.

Silvares disse...

Camilla, tudo tem um começo mas não é obrigatório que tudo tenha um fim... ou é? É bom receber novos escritores neste blogue que comecem a sua colaboração criando novos contos.
:-)

Só- Poesias e outros itens disse...

Camila, o seu texto se refere a toda dificuldade em escrever, o que move um escritor? por onde passam os meandros de sua criação.
E ter o que dizer deve vir primeiro das entranhas, e para mim esse é o começo, depois alinham-se as palavras.

bjs.

JU gioli

sonia a. mascaro disse...

Interessante o seu texto, Camila.

Guardei uma entrevista do Millor Fernandes, que foi publicada recentemente no Estadão. A pergunta do repórter:
- "O que é mais difícil, começar ou terminar um texto?"
- "Quando você começa, já terminou", respondeu Millor.

Bjs.

expressodalinha disse...

Bom exercício Camila. Terminar é mais difícil, para mim.

http://herculanodacosta.blogspot.com disse...

a mim disseram-me um dia que escrever só precisa de uma coisa: escrever!...
muitos esquecem-se desse 'pormenor' e ao invés de escreverem põem-se a pensar no que hão-de escrever...
lol

Camilla Ribeiro. disse...

Esse último comentário (05/11) eu, realmente, e me desculpe até, mais não entendi!

Abraço.
Camilla Ribeiro.

Eduardo P.L disse...

Camilla,

não se preocupe com o comentário do Herculano. O que talvez ele tenha querido escrever, é que escrever se basta em si, não precisa de muitos prolegôminos....Entendeu? Nem eu!

Bjs

Camilla Ribeiro. disse...

Eu não preocupo não, rss... É que eu respondi os outros comentários, então, como não havia entendido este, deixei um comentário de que não havia entendido... Simples! Mas, agora que você explicou... Rsss...

Beijos,
Camilla Ribeiro.

.

.
conte o seu : qcucaup@gmail.com