IIIº Capitulo do ERRO CRASSO


O jantar aproximava-se rapidamente do fim. Os convidados foram saindo amparados por escravos, aguardando liteiras que os transportam às “villae” do Palatino e do Quirinal, para acabarem de vomitar na intimidade do lar.
Crasso ficou sozinho com a própria azia. Tinha pouca pachorra para aquelas orgias. Mas Crasso era pragmático. Para uns a vida é desbunda permanente. Para ele os juros eram a vida existente. Crasso aturava intrigas desde que rendessem sestércios. Adorava o “Poder” desde que fizesse dinheiro. Suportava pedantes desde que estivessem hipotecados.
“Cambada de ingratos. Será que estes palermas já não se lembram que fui eu que os libertei de Espártaco e daquela turba de escravos que lhes ameaçava a vida e, pior ainda, os bens…! Fora apenas há onze anos, que diabo. Que o Hades os engula a todos!
Depois, não percebo esta recente idolatria pelo Pompeu. Arrivista. Gaulês do Piceno. Vaidoso de merda. Não lhe chegam bustos. Quer estátuas de corpo inteiro... Um dinheirão!
“Toque de Midas”… que sabem eles do “toque de Midas”? Só lendas e mitos para entreter comensais. Sim, é verdade, eu quero ser o “homem dourado”, o alquimista do império. E depois, qual é o problema? Sem riqueza o mundo não avança. Se o mundo não avança eu não fico mais rico… logo, existo!
Midas é a mitologia da alquimia. Será que estes imbecis não percebem isso? Há muito que tento a transmutação do chumbo, do mercúrio e do zinco em ouro. Há muito que busco a “Pedra Filosofal”. Tenho ao meu serviço sacerdotes egípcios vindos directamente de Menfis e Karnac. Até agora nada! Desconfio que é tudo conversa fiada. Só o calor do Sol pode criar o verdadeiro ouro. Dizem-me que aquela corja não passa de magos, alquimistas da treta. Agora andam a tentar com excrementos humanos, a que chamam “matéria-prima”… Não sei como aturo isto! Oh, como gostava de ser o Grande Demiurgo e dispensar estes aldrabões. O pior é se têm razão? Imaginem que conseguem mesmo fazer ouro sem ser ao meu serviço? Já viram o efeito desastroso na economia!”.
Próximo capitulo sexta-feira
JORGE FERREIRA PINHEIRO

3 comentários:

Silvares disse...

Mmmmmh, momento de reflexão. Segue-se acção? Onde poderá ir parar este Crasso?

Eduardo P.L disse...

Silvares,

e o fim ainda esta longe! Muita AVENTURA nos aguarda!

expressodalinha disse...

Pois...

.

.
conte o seu : qcucaup@gmail.com